domingo, 25 de janeiro de 2009

A minha paixão por pesca

Olá amigos pescadores da ADUFA, a minha paixão pela pesca começou, quando ainda só tinha 4 ou 5 anos de idade. Foi em Angola (terra maravilhosa), mais concretamente em Luanda, lá era fácil pescar pois o peixe abunda e come com facilidade. No entanto, pescar por exemplo Garoupas já se tornava mais complicado. Aprendi a pescá-las observando os negros, mesmo que estes escondessem a técnica utilizada. Aprendi locais e utilizava uma espécie de âncora pra detetar se o fundo era rochoso, pois na pedra é que se pescavam as garoupas e outros peixes de porte e qualidade maior. Com o meu pai a remar uma pequena chata (embarcação pequena de madeira), bem cedo partiamos rumo aos locais já habituais e se não desse num local partiamos rumo a outros. Pescava à linha (só pesquei com cana cá em Portugal), e participei num concurso uma vez (mas era certamente o único a pescar à linha), e tive tanto azar que o parceiro do lado me enroscou a linha toda (passei o concurso quase todo a desembaraçar a linha), mas só pesquei 2 ou 3 peixitos. Por lá pesquei: Garoupas, Matonas, Cachuchos, Ferreiras, Peixe Atum, Peixe Prata, Peixe Balão, Peixe Agulha, Polvos..., e até uma Lagosta. Conhecer a ADUFA foi ótimo, pois conheci pessoal novo e fixe com convívio saudável, aprendi um pouco mais sobre pesca à boia (em especial com o Bruno), participei num concurso internacional e ainda consegui ganhar um oitavo lugar individual. Está a ser uma experiência muito gratificante, espero que continue a sê-lo, e que este ano de 2009 seja a todos os níveis um maravilhoso ano para a ADUFA. Gostava de fazer uma sugestão, que considero muito importante (principalmente no meu caso), que era a elaboração de reuniões onde dois ou três elementos melhor qualificados ensinassem os meandros e truques sobre a pesca à boia, material indispensável, etc.. A melhor preparação leva-nos certamente a melhor resultados. Saudações e boas ferragens, do amigo Moreira.

1 comentário:

kant disse...

Olá...

Tenho que enaltecer a participação de um dos mais recentes colaboradores da ADUFA.
"Chegar ver e vencer"
Digo colaboradores porque a essência desta Associação prende-se com elementos que lhe dão força, num estatuto de voluntariado. É uma nobre característica que tarda em vulgarizar-se na nossa comunidade. Desportistas apaixonados, juntam-se, criticam, colaboram, trocam conhecimentos, e se porventura um dia partem, levem inspiração para constituir grupos com a mesma filosofia. Acreditem que resulta. Sinto orgulho em testemunhar este sentimento porque não sendo viciado mas sim apaixonado, há muitos anos vivo esta experiencia renovada em cada amigo que se aproxima por curiosidade e logo pergunta se pode ficar. Jóvens, Veteranos, Campeões ou Aprendizes, dão o seu melhor e não precisam subir ao palco. A prática defende o essencial e os resultados falam por si. Não vou escrever um livro porque ficariam saturados com a leitura. Mas era insdispensável deixar aqui um Especial Abraço ao José Moreira.

Sem esquecer que a colaboração dos restantes associados, é salutar e desejável. Até porque o seu contributo de Artífices e Vencedores é essencial numa associação como a nossa. Aguardo com alguma ansiedade a sua participação. Um Abraço a todos